terça-feira, 20 de novembro de 2012

Itadakimasu #2 Udon Kitsunê

Olá!!

Voltando para mais um Itadakimasu, a sessão do blog que mostra sobre alguma comida japonesa. Dessa vez vim para mostrar sobre um tipo de macarrão que eu comi recentemente no bairro japonês da Liberdade, em São Paulo. 

Peço desculpas pela falta de atualização nessa seção, espero poder atualizar mais e poder falar de coisas gostosas (ou não) que são japonesas e podem ser encontradas nos matsuri e/ou restaurantes especializados.

Nunca tinha comido esse prato e fui experimentar. Infelizmente não era o que eu queria comer. O nome é parecido, e talvez por isso eu tenha me atrapalhado. O que eu quero comer é Oden, e não Udon. Só que mesmo assim valeu. Conhecer pratos novos é sempre bom, assim posso diversificar e experimentar a mais variada especiárias japonesas e não ficar sempre no mesmo.

O udon é um tipo de macarrão grosso, feito de farinha e popular na culinária chinesa. Ele é servido normalmente como sopa, em caldo quente à base de dashi, shoyu e mirin. Há variações do prato, onde pode ser acrescentados um ou mais ingredientes que dão origem a vários tipos de udon.


Mesmo sendo um tipo de sopa de macarrão é um prato que pode ser servido tanto em épocas frias como em épocas quentes.

O udon geralmente é servido em uma tigela grande, chamada de donburi, com tofu frio (aburagê) em formato triangular bicudo e cebolinha. O nome kitsunê é referente a fritura, já que a cor acaba lembrando a pele de uma raposa. O udon kitsunê que comi vem com bolo de peixe cozido em formato de tubo (tikuá) e massa consistente de peixe (kamaboko).

Me deixa comer ou eu te mostro a vida pós morte

É uma receita variante que é para ser comido quente, em épocas frias. É muito popular na região de Kansai, particularmente em Osaka.

Devo dizer que o gosto é extremamente diferente de qualquer outra comida japonesa que já comi. Tanto pela grande quantidade de cebolinha como pelo tofu, que não é tão gostoso assim. Contudo, ao mesmo tempo ele também consegue ser bem saboroso.


Ele deve ser comigo igual ao lamén, e chega a ser até mais fácil. Por ser um macarrão mais grosso, não corre o risco de escorregar do hashi. E para o caldo, temos a opção de utilizar uma colher, que o próprio restaurante disponibiliza.

#Ondecomer: Udon Nakamura, Prédio Food Center - Rua da Glória, 103/111 - 2º and sl 22 - São Paulo - SP, próximo a estação do metrô Liberdade.


O lugar é agradável, porém atende só até as 14h30, e é segunda de fechado. Não gostei muito do atendimento (sou chata demais para isso, pois já trabalhei como garçonete) e a comida lá demora um pouco a ser servida. Contudo, eles serviram de entrada tofu fresco (hiya yaco), que não é tão gostoso como eu achava que era.

Fica a dica de mais um prato da culinária japonesa. ^^/

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Saudações


    Comer na Liberdade é sempre uma tentação bem=vinda quando estou em SP, não importa se é pelo trabalho ou à passeio...^^

    Da última vez, o Sukiya foi o lugar escolhido para almoçar um belo curry, saboroso e bem servido. Entretanto, ali mesmo na Liberdade, a tradição fala mais alto em um restaurante cujo nome esqueci (puxa). Os grelhados e os lámens de lá são dignos de elogio (embora seja meio caro, mas o atendimento é fenomenal).

    Para mim: salmão, grelhados ou curry. Um prato como este que saboreaste, jovem Naty, me dá certo "trabalho" (sou muito ruim no manuseio dos hashis).

    Ótimo post.^^

    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. Puxa vida que post mais delicioso! rsrsrssr Eu simplesmente adorei!!

    ResponderExcluir
  4. Kitsune Udon é ótimo comer quando está frio. Oden deve ser bem difícil comer por aqui, já que é comida para comer em bar, lá no japão se come nas barraquinhas na rua junto com bebidas. Seria um bar para os que não tinham dinheiro antigamente, portanto aqui deve ser bem difícil, mas não custa tentar!

    ResponderExcluir
  5. Nyahh que delicia.
    Minha barriga está roncando agora.
    Udon parece realmente saboroso.
    **Garçom, traga o meu.

    ResponderExcluir

Opinem, comentem, compartilhem, façam como o filme "A Corrente do Bem" e passe adiante!


E Por favor! Sem palavras de baixo escalão, ou que possa denegrir qualquer pessoa. Lembre-se, quem escreveu o post é uma pessoa igual a você (nem melhor e nem pior). Comentários deste tipo serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...