terça-feira, 8 de novembro de 2016

Resenha: Confissões On-Line: Bastidores da minha vida virtual


Confissões On-Line: Bastidores da minha vida virtual - Iris Figueiredo - 2014 - 240 páginas - Generale (Évora)

Prudência é uma características que só consta no sobrenome de Mariana Prudente. A menina viu sua vida mudar de cabeça para baixo em poucos meses: perdeu a popularidade, o namorado, a melhor amiga e o grande sonho de fazer um intercâmbio.
Mariana vê seu nome rabiscado nas cabines do banheiro da escola e escuta fofocas sobre ela pelos corredores do colégio e fica sem rumo. O vestibular se aproxima, sua irmã está enlouquecida por causa do casamento marcado, e tudo que ela quer é não pirar enquanto suporta os últimos meses no ensino médio.
Sem lugar para desabafar, Mari vê no ambiente virtual uma chance de descarregar todas as angústias do mundo off-line, criando o vlog Marinando. Com sua banda preferida como trilha sonora, ela conta com a ajuda de Arthur e Carina para mergulhar no mundo virtual e esquecer os problemas do mundo real. Com uma câmera na mão e alguns vídeos na internet, Mariana Prudente vê sua vida mudar mais uma vez, pois chegou a hora de sair dos bastidores e ser protagonista novamente.


Um livro atual e leve de se ler



O Brasil atual está vivendo um boom, uma (nova) onda: a dos youtubers. E não é somente na internet, é também nos eventos de animes, nas Bienais do Livro e é também a grande aposta de muitas editoras brasileiras, afim de ganhar leitores jovens, afinal, a procura por livros como "Muito mais que 5inco minutos" ou "Eu fico loko" é grande - Muito mais que 5inco minutos por exemplo, foi o livro mais vendido da última edição da Bienal do Livro do Rio, que aconteceu ano passado. Então um livro que trate sobre esse tema não seria ruim não é?

Confissões On-Line: Bastidores da minha vida virtual é centrada em Mariana Prudente, que por algum motivo (que não é contado logo de cara e eu não vou contar aqui por conter spoilers) envolvendo ela, seu ex-namorado e sua ex-amiga, acaba sem rumo durante o final de seu ensino médio e Mariana, sozinha na escola, acaba sofrendo por isso - sua única amiga agora é Carina, mas por conta da aproximação dos vestibulares, a moça foi transferida de escola afim de mergulhar de cabeça nos estudos. Para pior a situação, Mariana ouve fofocas nos corredores à seu respeito e vê seu nome rabiscado nas cabines do banheiro. Como se a situação não estivesse ruim, nem o intercâmbio para o Canadá que a garota tanto sonhou em fazer não rolou por conta do casamento de sua irmã mais velha - que seria utilizado para que  Mariana pudesse fugir nos últimos meses do Ensino Médio.

É aí que Mariana acaba vendo no mundo virtual a chance de descarregar todas as suas angústias, com o vlog Marianando, onde com a ajuda de Arthur consegue se ver novamente como protagonista e dar a volta por cima do bullying, vendo na internet a chance de desabafar dos seus problemas.

Esse é apenas o enrendo pelo qual a história se desenvolve, e pelo livro ser considerado do gênero juvenil, aborda temas referente a faixa etária dos 16 anos, mas seguindo temas atuais. Inconscientemente, acabei associando Confissões On-Line a outro livro da mesma faixa etária: Geek Girl. Ambos possuem protagonistas que sofrem bullying, só que aqui uma delas vira modelo (Geek Girl) enquanto a outra vira uma youtuber com direito a ser hit da internet. São duas histórias iguais, mas diferentes em seu contexto. Enquanto uma é mais leve e voltada para o humor (Geek Girl), a outra é um pouco mais densa, mas que traz em seu repertório questões atuais como a exposição na internet, a pressão pré-vestibular e até problemas de transtorno alimentares.

Sem querer, acabei me decepcionando com a obra por ter criado um certo tipo de expectativa referente ao título da obra, julgando-a "erroneamente" pela capa. Tive em mente que a maior parte de sua narrativa aconteceria no mundo virtual, só que a coisa é bem diferente. Na verdade, isso é apenas o plano de fundo... Vendo por um lado, Confissões On-Line poderia muito bem ser mais uma historinha de romance adolescente bobo. Mas se você conseguir ir além, o livro enaltece o quão superficial é uma vida nas redes sociais, que os problemas verdadeiros acontecem aqui, no mundo real e é aqui que você tem que que encará-los e resove-los.

A Generale é a responsável pela edição do livro, e apesar de ser uma obra nacional - logo, que não necessita de traduções nem adaptações -, a revisão não está assim tão boa, tanto que identifiquei alguns erros de concordância e gramaticais, que podem causa certo incômodo durante a leitura. Em compensação, seu trabalho gráfico ficou muito bom.

Confissões On-Line: Bastidores da minha vida virtual é aquele tipo de narrativa que pode muito bem ser a história de qualquer um, justamente por abordar assuntos sérios que fazem parte não somente do universo juvenil, mas de todos, com assuntos que precisam estar em constante discussão, sem deixar é claro, a leveza que o tema traz de lado.


O livro Confissões On-Line: Bastidores da minha vida virtual foi cedido em parceria com a editora Generale para resenha

Este post faz parte do I Dare You 2.0 - Desafio Literário 2016, que a cada mês traz três temas, aonde só é necessário a leitura de um. O tema 3 de setembro foi "colegial", que no bom óbvio é sobre histórias que se passem na escola

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi Nat
    O livro parece ser bastante bom. Eu gosto bastante de livros voltados pro público jovem, adolescente. Na verdade eu gosto de livros hehe.
    Um beijo


    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Opinem, comentem, compartilhem, façam como o filme "A Corrente do Bem" e passe adiante!


E Por favor! Sem palavras de baixo escalão, ou que possa denegrir qualquer pessoa. Lembre-se, quem escreveu o post é uma pessoa igual a você (nem melhor e nem pior). Comentários deste tipo serão deletados.


Respondo aqui mesmo, mas sempre que possível visitarei os respectivos blog. E nada de propaganda. Não será levado em conta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...